Vencedor do concurso para o Musée des Augustins, Toulouse

Data de publicação

O projeto para a extensão e nova entrada do Musée des Augustins a Toulouse resulta de um concurso publico lançado pela Câmara de Toulouse. A proposta de Aires Mateus foi escolhida entre as propostas dos 4 concorrentes (Rudy Ricciotty – Marseille, Bernard Desmoulin- Paris, Voinchet & Architectes Associés – Toulouse/Paris) admitidos a segunda fase do concurso.

A proposta prevê uma reformulação de varias funções do museu existente a partir da construção de um novo volume de acesso ao convento quatrocentista que, desde o fim do seculo XVIII acolhe um dos museus mais antigos de França e do mundo. A Câmara de Toulouse escolheu o projeto de Aires Mateus com o objetivo de redefinir o funcionamento do museu, reformular os seus percursos garantindo a total acessibilidade do edifício, mas sobretudo dotar o museu de uma nova face e uma nova relação com a cidade.

O Musée des Augustins sobrepõe-se ao Couvent des Augustins ao longo da história. O charme do museu reside nesta simbiose onde o valor das obras expostas e o percurso museográfico são inseparáveis do contexto espacial do convento. Nesse sentido a nova entrada do museu será também a nova porta do convento: esta deverá abrir-se à cidade de forma evidente e virar-se para o claustro serenamente, respeitando os valores espaciais dos quais a estrutura conventual é depositária.

A composição inscreve-se no espaço da antiga ala sul do claustro, recuperando as dimensões da desaparecida Chapelle de l’Ecce homo, de modo a renovar a matéria e a distância, atualmente demasiado frágeis, no limite entre o convento e a cidade. O volume devolve desta forma uma espessura à ala sul e reabre as suas comunicações, de acordo com a composição antiga do claustro.

A entrada do museu é evidente, marcada por uma abertura para o qual o visitante inevitavelmente se vira. Esta abertura revela um vazio mineral e profundo, que conduz o visitante até ao claustro. A orientação do espaço relaciona-se com a adjacente ala oblíqua do refeitório, estabelecendo o percurso mais longo possível entre a cidade e o claustro, um percurso que na sua distância seja capaz de produzir um efeito de uma pausada espera e desejo. A direção do percurso é ainda reforçada por uma pendente quase impercetível que, a partir da entrada, flui subtilmente em direção ao claustro, colocando em relação todas as diferentes altimetrias de modo subtil e natural.

Do lado do claustro, dois vãos murados são reabertos e iluminam a galeria. O primeiro vão, um grande arco em ogiva, é completamente reaberto, funcionando como ponto de passagem entre o novo edifício e o convento. O segundo arco é transformado em janela, ponto de iluminação e de subtil descoberta visual do claustro a partir da zona de entrada. O grande espaço em duas águas da entrada comunica ainda com um segundo mais pequeno que monumentaliza a empena do edifício adjacente deixando-se invadir pela luz refletida nos tijolos.

Por cima da galeria do claustro, a presença sóbria de uma muralha domina o claustro, protegendo-o das vistas e dos ruídos da cidade e reafirmando a sua singularidade monumental e intemporal.

Descolando-se subtilmente de todos os edifícios existentes, a proposta preenche o lugar que lhe foi atribuído pela história respeitando as condicionantes patrimoniais e destacando-se serenamente de todas as referências históricas.

Numa cidade contemporânea densa em imagens, movimentos e ruídos, a entrada proposta é um vazio para o qual o visitante se virará naturalmente, atraído pelo fluxo que os vazios – raramente tão evidentes – são capazes de suscitar.

Ficha:
Name of the project: Extension du Musée des Augustins à Toulouse
Location: Toulouse (France)
Date of competition: October – November 2017
Authors: Francisco Aires Mateus
Manuel Aires Mateus
Project Leader: Anna Bacchetta
Project Team: Pedro Frade
Alexandre Branco
Pietro Tentori
Fulvio Capsoni
Diogo Castro Guimarães
Aurnaud Fromet
Lavinia De Benedetti
Engineer: BG Ingénieurs Conseils, Marseille / Toulouse
Economiste R2M, Marseille
Acoustique engineer INACOUSTICS, Lisbonne
Specialiste patrimoine BOSSOUTROT & REBIÈRE, Toulouse

Gabinete:

AIRES MATEUS E ASSOCIADOS