Reabilitação de Igreja orçada em 1M € cria Centro Interpretativo do Barroco

Data de publicação

A obra do Centro Interpretativo do Barroco, na Igreja do Espírito Santo, em Arcos de Valdevez, encontra-se a decorrer dentro dos prazos estabelecidos, estando a sua conclusão prevista para o último trimestre do ano.
De momento estão a ser feitos os restauros da Arte Sacra, do Altar-mor e dos púlpitos, estando já concluído o restauro da Arte Móvel.
A intervenção divide-se em duas grandes rubricas, já adjudicadas, nomeadamente a de arquitetura e especialidades, estudo histórico e arqueológico, conteúdos e equipamentos tecnológicos e interpretativos e fiscalização e coordenação de segurança, no valor de 392.000,00 euros e as obras de reabilitação, conservação e restauro, orçadas em 588.000,00 euros.
No que toca aos conteúdos interativos e informativos, estes também estão a ser tratados de forma a estarem concluídos e serem disponibilizados ao público dentro do prazo previsto.
Ao nível externo está a ser intervencionado o telhado e rebocadas as paredes.
Este projeto trata-se de uma plataforma de dinâmica turística e de conhecimento do Barroco na região do Alto-Minho, servindo de porta de entrada para o Barroco nos 10 concelhos e permitirá lançar conhecimentos sobre este período da cultura na região, bem como, simultaneamente explorar as características únicas e importantíssimas do templo do Espirito Santo, imóvel de interesse público e um dos mais importantes na região Norte do país;
Este Centro Interpretativo do Barroco incorporará novas tecnologias de realidade aumentada e virtual para interpretar os monumentos da região, o período do Barroco e o próprio monumento; será alvo de reabilitação do seu riquíssimo e referencial espólio artístico, de valor nacional, sendo igualmente potenciado o seu uso cultural, pedagógico e turístico, desenvolvidas temáticas como a Sociedade e o Pensamento na época Barroca Cultura e Arte no Barroco e um momento relativo ao próprio monumento, intitulado Igreja do Espírito Santo: da origem à consagração para além da descoberta dos principais monumentos barrocos da região.

A Edigma venceu o concurso para a criação do 1º projeto de realidade aumentada e conteúdos interativos na igreja do Espírito Santo em Arcos de Valdevez, integrada no Centro Interpretativo do Barroco do Alto Minho.
O objetivo da Edigma, que vai concluir o projeto durante este ano de 2018, é redefinir a forma de conhecer e visitar monumentos, garantindo uma experiência dinâmica e inovadora.
Para suportar esse fim será ainda desenvolvida uma aplicação móvel que disponibiliza um guia virtual do barroco na região, para o utilizador aceder a um mapa detalhado e planear visitas, consultar monumentos referentes a este estilo artístico, bem como saber mais acerca do enquadramento histórico e social da época barroca.
Para que o visitante possa continuar a experiência virtual, deverá escolher entre a utilização dos óculos de realidade aumentada ou de um tablet – equipamentos disponibilizados à entrada – para que durante a visita tenha acesso a conteúdos como tutoriais, animações, instruções sonoras e textuais, vídeos e outras informações.
“Este Centro Interpretativo é uma aposta da autarquia de Arcos de Valdevez, que pretende assim promover a sua recuperação”, adianta João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez.
O projeto de reabilitação e requalificação está orçado em mais de 978 mil euros e a comparticipação FEDER, através do Programa Norte 2020, é superior a 831 mil euros.

Gabinete:

GLCS – ARQUITECTOS, LDA