Portugueses são finalistas nos Prémios FAD 2018

Data de publicação

Os prémios FAD, destinados a galardoar a melhor arquitectura da Península Ibérica, escolheram os finalistas de 2018, entre os quais se encontram 9 projectos portugueses.

Das 392 obras apresentadas, 146 foram apresentadas na categoria de arquitectura, 143 em arquitectura de interiores, 29 em cidade e paisagem e 74 em intervenções efémeras.

Em arquitectura:
– Casa na Arrábida (Extrastudio)
– Casa na Estrela (Manuel Aires Mateus, Francisco Aires Mateus)
– Casa da Arquitectura (Guilherme Machado Vaz)

Em arquitectura de interiores:
– Estufas Tropicais do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra(João Mendes Ribeiro)

Em cidade e paisagem:
– Praça do Fonte Nova (José Adrião)

Em intervenções efémeras:
– Pavilhão do lago (Carlos Azevedo, João Crisóstomo, Luís Sobral)
– Pavilhão no Jardim de Serralves (Diogo Aguiar)
– Carnet C10 – Instalação no Mosteiro da Serra do Pilar (Pedro Matos Gameiro, Marta Sequeira, Carlos Machado Moura)

Em pensamento e crítica:
– “Matéria-Prima: Um olhar sobre o arquivo de Álvaro Siza”, de André Tavares, Maria João Macedo, Maria Ramos (Fundação Serralves).