Vicaima

VICAIMA: Alta Performance em Soluções Corta-Fogo são Aposta da Empresa

Data de publicação
© Filipe Vera-Cruz
  • Soluções corta-fogo da Vicaima encontram-se disponíveis em designs distintos e são integráveis em diferentes setores, desde o habitacional e saúde ao escolar ou hoteleiro
  • Em 2017, estas soluções representaram cerca de 45% da faturação consolidada da empresa

 

©Sam Frost

As portas corta-fogo são parte do portefólio da Vicaima e estão contempladas entre as soluções prontas a instalar que mais desenvolvimento tem conhecido, por parte da empresa, em termos de performance e de aliança com design de vanguarda.

Certificadas por entidades internacionais acreditadas de diversos países, onde se incluem, Espanha, França, Reino Unido, Brasil, Marrocos, Suíça ou Estados Unidos, as soluções corta-fogo da Vicaima integram numa peça única, pronta a instalar, porta, aro e acessórios. Construídas com base em madeira e derivados, podem integrar diferentes configurações e designs das linhas Essential, Exclusive e Classic, bem como, uma ampla gama de revestimentos das gamas Naturdor® (folha de madeira natural), Lacdor (lacados cores RAL) ou Dekordor® (revestimentos decorativos).

As performances disponíveis incluem portas corta-fogo 30 minutos, portas corta-fogo 60 minutos ou 90 minutos, e diferentes opções de configuração como inverse (faceado com painéis), 2 folhas, vaivém, bandeira ou aberturas com vidro. Para diferentes tipos de utilização estão disponíveis acessórios, desde molas recuperadoras, barras antipânico, mola de piso para portas de vaivém, etc.

©Sam Frost

Merece ainda realce o facto da Vicaima desenvolver soluções corta-fogo 30 minutos que integram performances de isolamento acústico entre 34dB a 45dB ou corta-fogo até 60 minutos com redução acústica até 43dB. Estes produtos estão especialmente indicados para hotéis, hospitais, escolas, entre outros. Outras opções multifuncionais ao nível do fogo, segurança e acústica, estão também disponíveis como é o caso do Portaro® SBD ou do Portaro® RC2 EI45 AC45dB. Todos estes produtos podem assumir diversos designs ou revestimentos.

As soluções corta-fogo da Vicaima estão direcionadas para diferentes setores, tais como, habitacional, saúde, escolar ou hoteleiro, e presentes em diversos projetos como: Electricity House ou Fulham Riverside no Reino Unido, Centro Médico e de Investigação Lenitudes, Escola Secundária Vergílio Ferreira em Lisboa, Hotel L’Arbre Voyageur em França, Hotel Gran Melia del Mar em Palma de Mayorca ou Hotel Pestana CR7 em Lisboa, entre muitos outros.

Em 2017, as soluções corta-fogo representaram cerca de 45% da faturação consolidada da empresa.

A IMPORTÂNCIA DA INTEGRAÇÃO DE PORTAS CORTA-FOGO
EM EDIFÍCIOS

A segurança de um edifício não vive só de alarmes e câmaras de vigilância. Desde empreendimentos habitacionais, às unidades hoteleiras ou de serviços – como hospitais ou instituições de ensino – todas as estruturas devem estar preparadas para assegurar a proteção de todos aqueles que as frequentam.

Apesar de menos frequentes que os assaltos, os incêndios em edifícios estão entre os temas que merecem particular atenção por parte dos responsáveis pelo projeto de arquitetura, engenharia e segurança contra incêndios – até porque os seus impactos tendem por norma a ser bastante significativos ou mesmo devastadores.

Destinada à proteção de pessoas e bens, as portas resistentes ao fogo – que integram porta, aro, materiais intumescentes e acessórios – são soluções de proteção passiva, que fazem parte do plano de segurança contra incêndios, cuja função é prevenir ou retardar a propagação do incêndio pelos vários compartimentos do edifício e ao mesmo tempo assegurar zonas de evacuação dentro de um determinado período de tempo. Em termos práticos, imagine-se, por exemplo um edifício onde o incêndio atingiu o terceiro andar: a porta corta-fogo, aqui, tem a função de evitar que o mesmo se propague pelas rotas de fuga, para que os ocupantes dos espaços possam ser atempadamente resgatados.

As soluções corta-fogo têm de estar testadas e classificadas segundo esquemas de certificação que cumpram os regulamentos específicos do próprio país.

No caso dos países da comunidade europeia, a certificação segundo as normas EN13501-2 comprova que o produto corta-fogo – conjunto completo de porta, aro e acessórios – está testado segundo as normas EN1634-1 para Estanqueidade a chamas e gases quentes e Isolamento Térmico – sendo que, neste último, a temperatura da face da porta não exposta ao fogo não poderá ultrapassar os 140ºC de temperatura média ou, então, os 180ºC de temperatura máxima em algum ponto. De acordo com estas variáveis, é utilizada a simbologia de classificação “E” (Estanquidade) e “I” (Isolamento Térmico). A estas classificações poderá ser adicionado o símbolo “C” que indica a utilização de dispositivo de fecho automático.

A responsabilidade no que respeita a soluções corta-fogo, desde o fabrico à prescrição, e da instalação à manutenção, é partilhada por todos os intervenientes no processo, que devem assegurar um controlo sistemático de qualidade em qualquer uma das etapas. Cabe ao fabricante a emissão de uma declaração de conformidade que garanta que o produto foi produzido de acordo com os testes efetuados, por outro lado, a entidade instaladora, deverá por sua vez garantir que o produto foi instalado por técnicos especializados e em conformidade com as especificações e requisitos do fabricante.

No decorrer da utilização das portas corta-fogo, qualquer alteração ou dano na estrutura ou acessórios pode pôr em causa o seu desempenho, daí que devem ser asseguradas verificações periódicas em função da intensidade de utilização das mesmas, ou seja, para um uso mais intensivo, maior deverá ser a frequência da sua manutenção. O resultado destas intervenções deverá integrar os registos de segurança que incluem as medidas de autoproteção dos edifícios.

www.vicaima.com