facebook_pixelMapei: 85 anos sempre a pensar no futuro | Projectista
Mapei

Mapei: 85 anos sempre a pensar no futuro

Data de publicação

O grupo internacional, líder nos produtos químicos para a construção foi fundado em Milão a 12 de fevereiro de 1937.

Era o 1937 quando Rodolfo Squinzi, nos arredores de Milão, fundou a sua empresa de materiais para a construção com sete colaboradores e o apoio de sua esposa Elsa. Foi assim que nasceu a Mapei - “Materiali Ausiliari per l’Edilizia e l’Industria” - iniciando o caminho que a levaria a tornar-se uma empresa multinacional, símbolo da excelência italiana em todo o mundo.

Oitenta e cinco anos depois, os números da Mapei contam a sua evolução: três gerações de empreendedores, presença em 57 países, mais de 20 linhas de produtos para responder a todas as exigências da construção, 84 fábricas, 2,8 bilhões em faturação e quase onze mil colaboradores.

A visão e paixão de Giorgio Squinzi, na liderança da empresa de 1984 a 2019, o apoio constante de sua irmã, a advogada Laura Squinzi e as intenções de sua esposa Adriana, responsável da estratégia de marketing e comunicação, traçaram o caminho, construindo as bases daqueles que são hoje os pilares do Grupo: Internacionalização, Investigação e Desenvolvimento, Especialização e Sustentabilidade. Graças ao apoio à cultura e ao desporto, estabeleceram também uma estreita ligação entre empresa, território e sociedade, que continua a caracterizar o Grupo em todo o mundo.

Desde 2019, a advogada Laura Squinzi é presidente do Conselho de Administração, que inclui os CEOs Veronica e Marco Squinzi, e Simona Giorgetta.

“Vivemos este importante marco mais como um ponto de partida. Estamos prontos para enfrentar os novos desafios, sabendo que podemos contar com uma equipa de grande valor - diz Veronica Squinzi -. Mapei é uma empresa com o coração italiano e olhar para o mundo. Desde o primeiro passo do nosso avô em 1974, com a construção de pistas de atletismo para as Olimpíadas de Montreal, nunca paramos de investir em novos mercados. Hoje estamos presentes com 91 subsidiárias em 57 países e não temos intenção de parar. 

Recentemente, adquirimos a empresa francesa Resipoly e agora estamos construindo cinco novas fábricas desde os EUA até a China.”

Marco Squinzi acrescenta: “O grande compromisso com a inovação e a investigação também continua a ser um ponto sólido na estratégia de todo o Grupo. Somos uma empresa química de produtos para a construção e o objetivo dos nossos 32 laboratórios de investigação é encontrar soluções de ponta para contribuir para uma construção cada vez mais sustentável, seguindo o caminho da durabilidade e qualidade. Acreditamos que estender o ciclo de vida dos edifícios existentes é a estratégia vencedora para consumir menos recursos e produzir menos resíduos. O nosso compromisso também visa a usar cada vez mais matérias-primas com baixo impacto ambiental ou matérias-primas secundárias, com uma perspetiva de economia circular, tentando minimizar o uso de substâncias perigosas, para salvaguardar não apenas o meio ambiente, mas também a saúde dos operadores”.

Inúmeros são os projetos e iniciativas que viram a Mapei protagonista do desenvolvimento de comunidades em todo o mundo: desde a reabilitação de edifícios icônicos, como o Museu Guggenheim, em Nova York, o Teatro Alla Scala, em Milão, e o Coliseu em Roma, até à construção de grandes infraestruturas, como o Canal do Panamá, até à participação em grandes projetos futuristas, como a Arena do Futuro, um projeto inovador de mobilidade verde liderado pelo A35 Brebemi, na Itália, baseado no carregamento elétrico de indução dinâmica.

Apagando oitenta e cinco velas, a Mapei recorda a sua história, mas, acima de tudo, olha para o futuro, optando por enfrentar os novos desafios com o compromisso, a paixão, a elevada especialização e o profissionalismo que sempre distinguiram a empresa e as suas pessoas.

Últimas soluções técnicas

Ver todasSee more